Prefeito de Hulha Negra, Renato Machado, nomeia o engenheiro Wagner Tavares como secretário de Obras

Novo secretário tem como prioridade a conclusão da rodoviária, da ponte da Laudelino e a pavimentação total da avenida Getúlio Vargas.

Secretário acompanhou o calculo de escoras que serão colocadas na obra da rodoviária. Foto: Joanes Araujo

Secretário acompanhou o calculo de escoras que serão colocadas na obra da rodoviária. Foto: Joanes Araujo

Engenheiro Wagner Tavares quer concluir a construção do prédio da rodoviária ainda esse ano. Foto: Joanes Araujo

Engenheiro Wagner Tavares quer concluir a construção do prédio da rodoviária ainda esse ano. Foto: Joanes Araujo

O prefeito de Hulha Negra, Renato Machado (PP), nomeou o engenheiro Wagner Tavares para ser o titular da Pasta da secretaria municipal de Obras, Serviços Público e Trânsito. O decreto de número 2.217/2018 foi assinado pelo chefe do Executivo no dia 26 de março.

Anteriomente a Pasta era secretariada pelo prefeito. O vice-prefeito e atual secretário de Saúde, Marco Igor Ballejo Canto, também já esteve à frente desta secretaria. “Estamos fazendo mudanças no quadro, mas sempre para melhorias”, garante o prefeito Renato Machado.

Tavares ocupava uma cadeira no Legislativo hulhanegrense. Da bancada do PDT, o engenheiro conquistou 197 votos no pleito de 2016. “Fui eleito para representar Hulha Negra no Legislativo e tenho total consciência desta missão. Porém, depois de várias análises, aceitei esse novo compromisso tendo o entendimento que minha contribuição no executivo é extremamente necessária. Não posso me omitir em contribuir ainda mais para o desenvolvimento da nossa Hulha Negra”, pontuou o secretário destacando que existem vários projetos que devem sair do papel ainda esse ano, pois em 2019 os planos do secretário envolvem novamente o Legisativo.

“Tenho várias metas e uma delas é presidir o Legislativo Hulhanegrense. Vou dar minha contribuição para o município neste ano, através do executivo, mas em 2019 volto para a Câmara de Vereadores no cargo que fui eleito pelo povo. Assumir a presidência da Câmara vai ser uma experiência ótima, tenho certeza”, disse o secretário.

Obras importantes

O engenheiro destaca que a conclusão da obra do terminal rodoviário do município, parada a mais de cinco anos, está entre as prioridades da pasta. “Na próxima semana vamos dar início a retomada da obra com o conserto da pré-laje e das vigas-cinta ao redor do prédio. O resto da obra será feita através de uma empresa licitada”, explica o Vagner Tavares. O deputado federal Afonso Hamm deve destinar um recurso de R$ 300 mil para a construção do prédio.

Tavares pontua que a pavimentação total da avenida Getúlio Vargas também é uma prioridade. A construção da ponte da rua Laudelino da Costa Medeiros, na sede do município, já é uma realidade, assim como o pontilhão que será construído no assentamento Abrindo Fronteira. No início desta semana a prefeitura de Hulha Negra lançou dois editais para contratação de empresas que serão responsáveis pelas obras de construção das pontes.

As licitações serão realizadas na modalidade de tomada de preço, em que vence aquele que apresentar a proposta com menor valor, e ocorrem nos dias 18 e 19 de abril, às 9h, no Centro Administrativo do município. Os editais estão disponíveis no site da prefeitura, através do link: www.hulhanegra.rs.gov.br/licitacoes.

A primeira licitação, no dia 18, prevê a construção de um pontilhão feito com tubo de concreto, no assentamento Abrindo Fronteiras, localizado na BR-153, há 30 quilômetros da sede do município. A obra será custeada através de recursos da Consulta Popular.

Já a licitação que ocorre no dia 19 de abril pretende escolher a empresa que fará uma estrutura de concreto armado na rua Laudelino da Costa Medeiros, situada na sede do município. O objetivo da obra é substituir outra estrutura interrompida desde há mais de dois anos. O edital prevê uma base de dez metros de largura por dez metros de comprimento, com áreas para pedestres, de 1,5 metros em ambos os lados. A construção está orçada em um valor máximo de aproximadamente R$ 170,7 mil, através de recursos próprios do município. Segundo o secretário Wagner Tavares, apesar da empresa ter o prazo de 90 dias, a expectativa é que a obra seja concluída em cerca de dois meses após o início, antes da Festa do Colono.